Obesidade Dr. Sérgio Camarda - Fisiologista

A obesidade é uma condição médica caracterizada por acumulação excessiva de gordura corporal, que traz diversos prejuízos para a saúde.

Indicadores apresentados pelo Ministério da Saúde mostram que, nos últimos 10 anos, a prevalência da obesidade no Brasil aumentou em 60%, passando de 11,8% em 2006 para 18,9% em 2016. O excesso de peso também subiu de 42,6% para 53,8% no período.

Os dados são da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), com base em entrevistas realizadas de fevereiro a dezembro de 2016 com 53.210 pessoas maiores de 18 anos de todas as capitais brasileiras.

Obesidade reduz expectativa de vida, aumentando o risco de doença e morte a partir de uma variedade de outras doenças e acomete milhões de adultos e crianças em todo mundo.Por esse motivo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) caracteriza a condição como uma epidemia.

As conseqüências para a saúde da obesidade se dividem em duas grandes categorias: 1) aquelas atribuíveis aos efeitos físicos do aumento de peso, como a osteoartrite e apnéia do sono e 2) aos efeitos metabólicos, como o diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.

O desequilíbrio entre ganho e gasto de energia é a causa imediata da obesidade, ou seja, a combinação de excesso de calorias na dieta aliada à falta de atividade física regular leva o organismo a uma situação chamada de Desequilíbrio Energético Positivo.

Apenas um ligeiro desequilíbrio energético positivo, ao longo de vários anos, pode resultar em obesidade. Se 0,45 Kg (450 g) de gordura contém 3500 calorias, para ganhar 63 kg de gordura exige-se um excesso de energia de 490 mil calorias (63 kg x 3500 calorias / 0,45 kg). Isso significa um mero excesso de 136 calorias extras por dia é suficiente para alguém se tornar substancialmente acima do peso ao longo de um período de 10 anos (3.600 dias x 136 calorias = 490.000 calorias).

Estes dados demonstram quanto é importante a reeducação alimentar aliada a atividade física regular para se ter qualidade de vida e saúde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *